Fósforos (1960-1970)

Esta é uma das minhas peças de colecção favoritas. Alia um preço excelente a uma história ímpar, pelo menos na minha opinião.

Caixas de Fósforos

Passo a explicar. Esta caixa de fósforos encontrei-a quando fazia uma limpeza ao sótão da casa dos meus avós. Juntamente com outras relíquias, esta foi a que me despertou mais atenção visto estar ainda dentro da embalagem original em plástico. Sim, leram bem…

Não bastava ser uma colecção antiga e completa, mas está completamente intocável e sem danos. Esta é uma colecção que saiu em meados da década de 1960 (não consigo precisar a data), lançada pela casa “Fósforos del Pirineo S.A.”

Esta colecção foi desenhada por Cruz Novillo + Olmos e teve uma edição limitada, sendo que a que está em minha posse é a terceira (não sei quantas foram lançadas mas tenho a certeza que não chegou à centena). Ao longo dos anos tenho acompanhados leilões onde esta colecção esteja integrada e posso dizer que me satisfaz. Não é que me vá desfazer dela porque o valor sentimental ultrapassa em muito o valor monetário mas a verdade é que a última leiloada em perfeito estado tal como a minha (dentro do plástico original, sem estar tocada por dentro) chegou aos 350 euros.

Nada mau. Contrastando, claramente com as colecções iguais mas fora do plástico original, separadas e já tocadas que são vendidas à volta dos 5 e 6 euros (cada caixa).

Mais uma relíquia do meu baú… É caso para dizer, ainda te lembras?

Os Dez Mandamentos (1956)

Decorria o ano de 1956 quando foi lançado o grande épico “Os Dez Mandamentos” com Charlton Heston, Yul Brynner e Anne Baxter. Um filme portentoso com um Óscar ganho, certamente merecedor de mais.

Também nesse ano, foi criada uma colecção de cromos com still shots do filme, como podem ver em baixo:

Caderneta

Ao longo da caderneta ia-se conhecendo a história tal como foi contada no filme, em pequenos textos abaixo dos cromos respectivos.

Cromos e História

Esta colecção foi na altura record de vendas tendo chegado (95% de certeza) à quarta edição. Foi editada nos países latinos, ibéricos e penso que na França também. Com 210 cromos era uma caderneta de difícil conclusão, visto que antigamente comprar estes cromos não era tarefa ao alcance de todos.

Como podem ver, há relíquias dos mais variados estilos. Esta foi retirada do meu baú de recordações, herança do meu avó e já com algumas imperfeições, visto que sofreu as agruras do tempo, mas ainda perfeitamente consultável e visível. Aliás, por dentro parece como nova.

É caso para dizer, avô ainda te lembras disto?

Ainda Te Lembras Disto?

Calendário do Banco de Fomento Nacional (1977) e Banco Espirito Santo e Comercial de Lisboa (1976)

Calendários de Bancos

E como podem ver estes calendários antigos (com mais de 30 anos) são uma pequena amostra representativa do que eu irei postar ao longo dos tempos. Poderão ser calendários, revistas, jornais, imagens, vídeos, etc… É caso para perguntar, ainda te lembras?

Primeiro

Olá. Se chegaste aqui e não sabes como, vê o título do blogue e talvez percebas…

Brincadeiras aparte este blogue vai iniciar brevemente uma compilação de coisas antigas. Tudo o que for antigo, que nos faça lembrar os tempos de infância, quando nos preocupávamos em brincar e brincar ao invés de pagar contas.

Para começar, deixo-vos três links obrigatórios para quem se sente altamente nostálgico:

http://coisasdoantigamente.blogspot.com/

http://www.animaniantiga.blogspot.com/

http://www.misteriojuvenil.com/forum/index.php

A grande diferença do blogue vai residir nos conteúdos físicos. Posso aventar que a minha colecção de antiguidades, raridades e coisas que tais é grande, muito grande. Espero todos os dias conseguir inserir cá coisas novas.

Brevemente, muito brevemente… Ainda Te Lembras?